S Sobre Paranatama

História

O município de Paranatama, há vinte anos atrás, era distrito do município de Garanhuns. Durante muito tempo teve a denominação de “Serrinha”, em razão da existência da serra do Catimbau no seu território. Era, simples povoação. Pelo Decreto-Lei n.º 92, de 31 de março de 1938 (Já na categoria de Vila), passou a chamar-se “Itacoatiara”; topônimo esse originado do nome de uma tribo que ali teve sua habitat em época remota. Pelo Decreto-Lei n.º 952, de 31 de dezembro de 1943, que estabeleceu a divisão territorial judiciário-administrativa do Estado, teve seu topônimo mudado para Paranatama. Em 04 de fevereiro de 1964, foi elevada à categoria de cidade, cuja instalação verificou-se a 22 de fevereiro do mesmo ano.

Formação Administrativa

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, figura no município de Garanhuns o distrito de Serrinha. Em divisão administrativa do ano de 1933, o distrito permanece no município de Garanhuns, mas sob a denominação de Serrinha de São Luiz Gonzaga. Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o distrito aparece com a denominação de Serrinha.Pelo Decreto-lei Estadual n.º 92, de 31-03-1938, o distrito de Serrinha tomou o nome de Itacoatiara. No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o distrito de Itacoatiara (ex-Serrinha), figura no município de Garanhuns.Pelo Decreto-lei Estadual n.º 952, de 31-12-1943, o distrito de Itacoatiara, passou a denominar-se Paranatama. Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o distrito de Paranatama (ex-Itacoatiara), figura no município de Garanhuns.Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960. Elevado à categoria de município com a denominação de Paranatama, pela Lei Estadual n.º 4.944, de 20-12-1963, desmembrado de Garanhuns. Sede no antigo distrito de Paranatama. Constituído do distrito sede. Instalado em 01-03-1964. Em divisão territorial datada de 31-XII-1968, município é constituído do distrito sede. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Fonte

IBGE 2018